9 de dezembro de 2014

As regras da casa são simples: todos ajudam de alguma forma. Isso foi explicado indiretamente no primeiro dia enquanto voltávamos da festa na piscina que tinha ocorrido. Voltei com o meu host dad e ele me disse isso bem lento com um inglês bem fluente que era pra não deixar duvidas, quando estava no Brasil morria de medo desse assunto e já tinha um esquema de perguntar as regras da casa para os dois quando tivesse oportunidade, ainda bem que ele já deixou claro porque não sabia como começar esse assunto, ate porque família e casa não existem regras, cada um faz o possível dentro do seu bom senso. 

John e uma pessoa bem direta, disse que não queria que eu comesse no meu quarto pois uma ex intercambista colocava papel de chocolate, bala e salgadinho embaixo do colchão e que deixou o quarto um lixo quando foi embora, ele pediu para que eu não me envolvesse em problemas porque não queria se decepcionar comigo, que iria me tratar como se fosse a filha dele e que estava abrindo a casa deles para mim e que eu não precisava retribuir isso. Ele me explicou que eles vão a igreja todos os domingos e que eu podia ir com eles, eu teria que ajudar a Bonnie de alguma maneira, não precisava lavar o banheiro, o chão nem nada, precisava cuidar do meu quarto e tirar boas notas.

No Segundo dia eu pedi para que me ensinassem como colocar a louca na maquina, onde guardar as coisas, como lavar e secar minha roupa e e isso o que faco ate hoje.

Todo domingo e dia de arrumar o quarto, lavar roupa, guardar roupa para a próxima semana. Meu quarto sempre foi bagunçado com roupa no chão, no primeiro mês aqui tentei manter ele limpo mas agora já esta como e no Brasil.
Ajudo com o que e possível mas também tudo tem seu limite, coloco sempre a louca pra lavar e depois guardo, algumas vezes coloco o lixo pra queimar, organizo meu quarto, deixo o banheiro limpo, passo o vaccum na sala de sábado ou quando ela pede para fazer alguma coisa a mais.

Todos os domingos vou a igreja, eu não sou uma pessoa religiosa mas meus pais do Brasil são, decidi parar de ir a igreja pelo fato que parei de acreditar na maioria das coisas que falavam mas aqui fico cerca de cinco horas na igreja, confesso que não gosto e não e legal vou mesmo pelas pessoas da igreja que são muito legais e me ajudam em tudo. Eles me ensinam muita coisa sem ser sobre deus e me acolheram muito rápido que hoje já faco parte da família e vou pra igreja sabendo que alguma parte vai ser boa. Também posso praticar o inglês pois as leituras são com palavras mais elaboradas. Ja pude perceber que meus host parents ficam felizes quando participo de alguma coisa que eles gostam pois e o mínimo que tenho que fazer quando eles fazem tudo por mim. Logo que cheguei eles me disseram que eles não iriam mudar os planos deles pelos meus e muito menos eu tenho que mudar meus planos pelos os deles, então quando saio com meus amigos de domingo e não vou a igreja eles entendem e eu tenho que entender que eles também não vão faltar a igreja para me levar aonde quero.

Com o tempo você vai se acostumando a casa, a família e vai se sentindo parte desde circulo, eu ainda não me sinto 100% da família mas tento estar sempre incluída nos planos deles e fazer com que eles estejam incluídos nos meus. A cada dia as coisas melhoram, ate que fique perfeito e seja hora de voltar pra casa deixando uma nova casa para trás e assim tentar recomeçar uma nova rotina, conhecer novas pessoas, novas palavras para seu vocabulário e tudo outra vez.

Marcadores:





1 comentários • por Beatriz Ferreira •


Blogger Bárbara escreveu:
Eles parecem ser pais bem legais, e ao mesmo tempo 'severos'. Acho digno cuidar do espaço que é seu, cuidar da sua roupa e ajudar na louça, já que todo mundo come né? Agora não sei se limpar a casa já passa dos limites, porque no meu ver, eu acho que você nem passa tanto tempo assim na casa propriamente dita, deve ficar mais no seu quarto, certo? Então, cuidando dele já está bom.
Adoro seus posts sobre o intercâmbio ♥ quero mais do que tudo fazer um, mas tenho que esperar pela faculdade antes.
Ps: A host-family ganha recompensa para te abrigar né? É só você e eles aí na casa? A escola é difícil ou mais fácil do que no Brasil? Vocês passam algum tempo juntos, assistindo tv, indo aos parques...? Seus pais tem que mandar dinheiro para você se virar por aí?
Beijos! Sucesso ♥


9 de dezembro de 2014 21:16  

Postar um comentário






sobre


Beatriz, 16, Leonina, Paulistana e Intercambista. Mais?

Facebook Flickr Tumblr WeHeartIt Image Map

pesquise



categorias

instagram

arquivos

info
Voyageur - 2014 ©

Todas as postagens aqui contidas são de autoria de Beatriz Ferreira, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em e-mail.





Design e codificação por Júlia Duarte. From scratch, with ♥ Powered by Blogger.